terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Doçaria Tradicional do Seixal


Doçaria Tradicional do Seixal

 Pastelinhos de Santa Marta

Na doçaria tradicional encontramos os Pastelinhos de Santa Marta, o doce eleito do concelho, após o concurso de apuramento, que decorreu em 2006, inserido na 14.ª edição da Festa da Gastronomia do Seixal.
Consta que eram confeccionados e vendidos em ocasiões festivas, especialmente durante a Festa de Santa Marta de Corroios, que viria a realizar-se até aos primeiros anos do século XX.


Durante os dias de festejos, para além das cerimónias religiosas que incluíam a procissão, não faltavam os piqueniques, feitos à sombra das frondosas árvores  existentes nos arredores da Capela, as vendas dos bons vinhos da região e dos genuínos bolinhos de Santa Marta, feitos segundo receita do lugar.
LIMA, Manuel António Santos, Minha Terra co(m a)rroios, Plátano Editora, 2001, pp 34


A secular receita, que inclui farinha, açúcar, ovos, limão, canela e amêndoa, chegou ao conhecimento da proprietária do Restaurante o Virgílio, como tendo sido duma anciã, de seu nome Henriqueta de Paiva, antiga residente na Quinta da Cabouca, no Alto do Moinho. Consta, da tradição oral do local, que esta senhora, nascida por volta de 1860 e que terá morrido na década de 1940, confeccionava os “Pastelinhos de Santa Marta” para consumo caseiro e em ocasiões festivas.
Actualmente, os Pastelinhos de Santa Marta, podem ser adquiridos no Restaurante O Virgílio, em Fernão Ferro, deliciando quem os compra e perpetuando a sua memória no futuro.


A Natureza ensina...


Sem comentários:

Enviar um comentário